"rbtribuna") Por el final de las absurdas fronteras (políticas, sociales, burocráticas, económicas...) que aún subsisten entre España (singularmente Galicia) y Portugal...y que tanto perjudican a la ciudadanía ibérica

Valença) Livro "A Feira dos Santos" (de Cerdal) suscita grande interesse



O auditório do Arquivo Municipal de Valença do Minho foi pequeno demais para todas as pessoas que quiseram assistir à Apresentação do Livro " A Feira dos Santos" de Narciso Serra.

O Presidente da Câmara, Eng. José Manuel Carpinteira, considerou "esta obra da maior importância para a valorização da cultura e identidade valenciana".

O autor, Narciso Serra, apontou que "este estudo abre portas a novas investigações e à hipótese de classificação da feira como Património Imaterial".

Por seu lado, o Padre Gonçalo do Vale considerou que "este trabalho consagra e valoriza um evento que para além da marca cultural tem um amplo impacto económico e social em Valença e nos concelhos vizinhos.

O evento encerrou com as toadas das desgarradas e cantares ao desafio recriando as famosas e emblemáticas Noites dos Santos. Cantigas soltas que verso a verso contaram estórias e momentos de muitas personagens ligadas à feira, presentes na apresentação. As desgarradas estiveram a cargo de Pedro Cachadinha e Lobo Cantador.

Recorde-se que a publicação deste livro resulta de um trabalho de investigação que o autor realizou e que abre caminho para valorização da feira e uma possível candidatura desta a Património Cultural Imaterial.

Com cerca de 170 páginas este livro pretende abrir novos cenários de proteção e projeção deste rico património.

A Feira dos Santos, que decorre desde este domingo (dia 31) até terça-feira (dia 2), é o evento de outono por excelência, na Euro região Galiza-Norte de Portugal, recebendo portugueses e espanhóis em perfeita comunhão, numa tradição comum que os séculos não fizeram definhar.