"rbtribuna") Por el final de las absurdas fronteras (políticas, sociales, burocráticas, económicas...) que aún subsisten entre España (singularmente Galicia) y Portugal...y que tanto perjudican a la ciudadanía ibérica

El "Corte Inglés" portugués... ¡ahí es nada!

La foto habla por si sola. Gigantesco, impactante, enorme edificio. 13 pisos, 200 departamentos comerciales se aglutinan en lo que ves en esta foto, ese bello y enorme edificio acristalado, situado en Gaia, en la arteria principal de Vila Nova de Gaia, la llamada Avenida da República. Cuando "El Corte Inglés", el de antes, el de los tiempos áureos de don Isidoro y anteriores, decidió desembarcar en Portugal, optó por Lisboa, pero pronto se dieron cuenta de que no podían dejar atrás la zona del Grande Porto. Y así fue como concibieron este fabuloso centro comercial de la foto que, en su día fue anunciado como el mayor "Corte Inglés" de la Península Ibérica.

Inicialmente, o equipamento tinha 13 pisos e 1900 funcionários (hoje alguns menos). A segunda loja de El Corte Inglés em Portugal abriu as portas no dia 19 de Maio de 2006. Como o jornal "Público" avançou 15 anos atrás, á espera das 368 mil famílias que residem a 15 minutos de distância do armazém e que constituem o público-alvo do espectacular centro comercial, estavam 1900 funcionários e uma área de vendas de 42 mil metros quadrados. 

O investimento ali realizado ascendeu aos 215 milhões de euros.
Resulta inquestionável que El Corte Inglés foi e hoje em dia segue a ser um foco de revitalização, não só pela criação inicial de 1900 postos de trabalho, senao também porque a empresa mantém a política de prospecção de fornecedores locais (50 por cento dos produtos comercializados são produzidos em Portugal).

Na foto de Araújo Maceira vemos a fachada do imóvel dominada pela pedra e pelas amplas superfícies vidradas, albergando espaços de venda de artigos de moda, lazer, decoração, alimentação e cultura. 
Dos 13 pisos do armazém, apenas sete ficam acima do solo. Os restantes seis abrigam mil lugares de estacionamento, mas também um hipermercado e diversos espaços de serviços (podologia, uma estação de correios, lavandaria, lojas de peças automóveis e bricolage, quiosques, club do gourmet, floristeria, entre outros). Não falta uma excelente área de restauração com uma vista soberba sobre o Porto.