La gran programación de marzo en el Teatro "Diogo Bernardes" de Ponte de Lima


El llamado "Palco Mágico" del Teatro Diogo Bernardes, en Ponte de Lima, continúa con su programación estable y ahora anuncia ya los espectáculos previstos para el mes de marzo venidero.

Dedicado a Ponte de Lima, e na música, destacam-se os espetáculos :

“Os Grandes Êxitos” com Carlos Guilherme e Filipa Lopes, no dia 4 de março, pelas 21h30, inserido nas Comemorações do Dia de Ponte de Lima. O conceituado e mais famoso tenor português da atualidade, Carlos Guilherme e a soprano Filipa Lopes, do Teatro Nacional de S. Carlos, interpretam trechos líricos clássicos e conhecidos do grande público: árias e duetos de ópera e canções napolitanas acompanhadas ao piano por Pedro Vieira de Almeida; 

”Síncope”, de Carlos Correia, no dia 5 de março, pelas 21h30, um artista multidisciplinar com raízes em Ponte de Lima, que nos apresenta um projeto que reúne um conjunto de valências multidisciplinares de artistas locais em torno de um objeto artístico que parte de uma alegoria sobre o quotidiano; 

Diogo Penha Convida”, no dia 12 de março, pelas 21h30, com o espetáculo «100 Tons de Branco» em estreia no Teatro Diogo Bernardes, sendo uma assumida homenagem àquilo que parece, à partida, intransponível. Numa viagem pelo percurso do músico, Diogo Penha, violoncelista e compositor limiano, reúne amigos e músicos num espetáculo que promete quebrar paradigmas daquilo que se espera, não só de um instrumento, mas da música 

BIG RED PANDA”, no dia 26 de março, pelas 21h30, um quarteto limiano de rock psicadélico, onde irão apresentar os últimos lançamentos: Califórnia Sunshine, Airways e Old Man, em que revisitarão alguns dos clássicos do início da banda e temas inéditos que só serão lançados no final do presente ano.

Em março realiza-se o segundo espetáculo “Domingos em Banda”, com a Banda de Música de Estorãos, no dia 13 de março, pelas 16h00, que propõe um concerto composto por uma mistura de linguagens e estilos musicais: inicia com uma marcha portuguesa, progride para as tradicionais sonoridades de paso-dobles e valsas de Espanha, mergulha numa combinação de barroco, pop e jazz da Holanda, passa por música ligeira portuguesa, o pop-rock, temas alfacinhas e termina com o Hino a Ponte de Lima.

Ainda na música, realizam-se, com já vem sendo hábito, os espetáculos “HÁ…JAZZ NO TDB”, pela escola de Jazz do Porto, nos dias 9 e 23 de março, pelas 21h30.

Dedicado a Ponte de Lima e ao Teatro, assumem especial destaque os espetáculos “Os Olhos dos Outros”, pelo grupo Os Pequenos Atores do Lima (grupo de Ponte de Lima), no dia 11 de março, pelas 21h30, uma peça que retrata muitas vidas, muitas personalidades e todas elas diferentes umas das outras... Há quem não saiba "Ser", uns querem "Ser" mais que outros, alguns fingem "Ser" e outros apenas querem ter a liberdade de "Ser". "Ser"... Ser sem crises, conflitos ou preconceitos. 

Destacamos a reposição, em estreia no Teatro Diogo Bernardes, de “Miosótis”, pelo grupo DUPLAFACE Companhias das Artes, (grupo de Ponte de Lima), no dia 18 de março, pelas 21h30, com uma peça que retrata uma das partes mais cruéis da história do séc. XX. A crueldade e a falta de respeito pela dignidade humana não só fragilizam as vítimas como os próprios agressores, mostrando no final que numa guerra não há vencedores nem vencidos e que todos, sem exceção, ficam com marcas que jamais desaparecerão.

Igualmente no Teatro realçam-se os espetáculos “Ninguém”, associado ao Dia Mundial do Teatro (27 de março), com António Capelo (ator muito ligado a Ponte de Lima), pela Companhia de Teatro do Bolhão, no dia 25 de março, pelas 21h30. É o primeiro monólogo do consagrado ator António Capelo. O espetáculo estrutura-se como uma confissão que celebra o Teatro em tempos conturbados, mas também a sua memória encantada, os seus traços de identidade, a sua força de resistência numa sociedade em que todos têm direito a ser Alguém 

Mais Alto!”, pela Companhia Força da Produção, no dia 29 de março, pelas 11h00, destinado exclusivamente ao público escolar. Promovido pela Estrutura de Missão para as Comemorações do Quinquagésimo Aniversário da Revolução de 25 de abril de 1974, à qual o Município de Ponte de Lima e o Teatro Diogo Bernardes se associaram, o espetáculo “Mais Alto!” celebra o poder da música na expressão de ideias ou sentimentos. O objetivo é sensibilizar as crianças e jovens sobre o tema da democracia e mostrar a importância da criação, trazendo ao palco mensagens importantes para os nossos dias e que se relacionam diretamente com a nossa vida, como o racismo, a igualdade de género ou o ambiente.

Na Poesia, em março destaca-se o recital “Recados de Villaret”, associado ao Dia Mundial da Poesia (21 de março), com Nuno Miguel Henriques, pelo Teatro ABC - Companhia Nacional Teatro Português, no dia 19 de março, pelas 21h30. Tendo por mote o grande recitador e ator do século XX, João Villaret, que levou os poetas portugueses a todo o mundo, Nuno Henriques (re)cria um espetáculo magistral onde a palavra reina para um trono de emoções, sentimentos e multiplicidade de formas de sentir de cada espetador, numa interpretação cativante, emotiva e artística que coloca em palco uma forma singular de levar a poesia a todo o público. Tem grandes interpretações de textos que se tornaram sucessos intemporais até aos dias de hoje, como “A Procissão - Festa na Aldeia”, “Fado Falado” e “Recado a Lisboa”. Os poemas do poeta limiano António Feijó farão parte do recital.

Todos os bilhetes para os eventos podem ser adquiridos na bilheteira física do Teatro Diogo Bernardes, de segunda a sexta-feira no horário normal de funcionamento ou então online no site da BOL – teatrodiogobernardes.bol.pt

"Venha ao Teatro Diogo Bernardes. A Cultura é Segura", referem mais uma vez desde o "Palco Mágico"