Braga) La emocionante procesión del Jueves Santo arrastró un inmenso gentío...

La ciudad de Braga volvió a vivir en la noche de este Jueves Santo otra gran jornada, con la celebración de la tradicional procesión que concentró a miles y miles de personas, como espectadores a lo largo de todo el recorrido, bien pudiendo decirse que los lugares para observar el paso del cortejo resultaron más bien insuficientes de tanta gente que se dio cita por todas partes del recorrido. Era como si hubiese -en aquel inmenso gentío- verdaderas ganas de reencontrarse con los tradicionales desfiles procesionales en este 2022, después de la obligada ausencia en el tiempo de pandemia.

14 abril, quinta-feira Santa 

Muito mais tarde das 21h30 previstas, saiu da Igreja da Misericórdia, a Procissão do Senhor "Ecce Homo". Organizada pela Irmandade da Misericórdia é uma das manifestações mais signifi cativas que compõem as solenidades bracarenses da Semana Santa. 

Popularmente conhecida como a procissão do Senhor da Cana Verde ou dos Fogaréus, evoca o julgamento de Cristo, quando Pilatos, dirigindo-se à multi - dão, proclamou: “Eis o Homem”, que em latim se pronuncia “Ecce Homo”, daí o nome dado à imagem que é transportada solenemente neste préstito. 

A origem e fundamento desta procissão deriva das práticas devocionais introduzidas em Portugal pelas Misericórdias. No dia da “desobriga”, um préstito de penitentes percorria as ruas em orações e lamentos. O imaginário ainda hoje é marcado pelo negrume das trevas, numa espécie de apelo ao arrependimento pelos males praticados ou cogitados. 

Os farricocos (ou fogaréus), hoje integrados na procissão, são a personificação dos penitentes que ao longo dos séculos integraram esta manifestação. Além de muitas figuras alegóricas da Ceia e do julgamento de Jesus, desde 2004 incorporamse na procissão alegorias das catorze obras de misericórdia, bem como figuras históricas ligadas à fundação e à história das Misericórdias, especialmente à de Braga. 

Desde há alguns anos incorporamse também delegações de Misericórdias de diversos pontos de Portugal.

Itinerário e percorrido : Igreja da Misericórdia > Rua D. Diogo de Sousa > Arco da Porta Nova > Av. S. Miguel-o-Anjo > Rua D. Paio Mendes > Rua D. Gonçalo Pereira > Largo de S. Paulo > Largo de Paulo Orósio > Rua do Alcaide > Campo de Santiago > Rua do Anjo > Rua de S. Marcos > Largo Barão de S. Martinho > Rua do Souto > Rua Dr. Justino Cruz > Rua Eça de Queirós > Praça Municipal > Rua da Misericórdia > Igreja da Misericórdia.

REPORTAGEM GRÁFICO de ARAÚJO MACEIRA

(Podem utilizar as fotos sempre que seja referida expresamente a procedencia e autor)