Ejemplo a seguir) Braga no toca un céntimo las tasas de agua, saneamiento y basuras

Un ejemplo a seguir...

Face à inflação, esta medida reflecte-se num ganho real para os Bracarenses

Executivo Municipal ratifica tarifário da Agere que mantém preços da água, saneamento e resíduos inalterados

A AGERE - Empresa de Águas, Efluentes e Resíduos de Braga propôs, para este ano de 2022, a manutenção das tarifas e preços dos serviços de água, saneamento e resíduos no Concelho para todos os utilizadores, domésticos e não-domésticos. A proposta de ratificação do tarifário foi aprovada Quinta-feira, dia 14 de Abril, em sede de Reunião do Executivo Municipal.

Esta medida traduz-se numa consolidação da evolução do referido tarifário, reflectindo um ganho real nas facturas de todos os Bracarenses. Para 2022, com a conjuntura actual a provocar um crescimento acelerado da inflação, apontando para que a estimativa da taxa anual média prevista de 1,7% seja largamente ultrapassada, o referido ganho real verifica-se pelo sétimo ano consecutivo.

Resultado dos ganhos de eficiência dos últimos anos, a empresa municipal procura reduzir a diferença entre os preços reais do custo destes serviços e os valores que são cobrados aos consumidores, não pondo em causa os investimentos realizados e os que estão por realizar em infra-estruturas e sua conservação, manutenção e substituição, e não descurando o objectivo de incentivar um uso racional e moderado da água, um bem tão precioso na defesa do ambiente.

Em termos históricos, importa referir que com este executivo, tinha sido já aprovado o alargamento da tarifa familiar da água a todos os agregados com quatro ou mais pessoas, medida que representou uma redução de 40 por cento no valor final da parcela da água.

Para além da tarifa familiar, também a tarifa social sofreu alterações com o alargamento da base dos bracarenses que podem aceder a esta tarifa. A somar a estas alterações, houve ainda a redução de 12,5% para IPSS’s, e as Juntas de Freguesia passaram também a beneficiar de uma redução de 20% em fatura nos custos da AGERE.

As associações desportivas, com a reformulação dos escalões, tiveram uma redução do tarifário do serviço de água de cerca de 7%, em termos médios.

Aprovados contratos interadministrativos de delegação de competências e apoios financeiros a diversas Freguesias do Concelho

Outros dos pontos aprovados em sede de reunião autárquica foram a realização de contratos interadministrativos de delegação de competências e apoios financeiros a diversas Freguesias do Concelho.

No que se refere aos contratos interadministrativos de delegação de competências, à União de Freguesias de Morreira e Trandeiras foi atribuído o valor de 48.089,60 €;para execução do projecto da obra “Requalificação da Rua do Tornadouro — Morreira”.

À União de Freguesias de Celeirós, Aveleda e Vimieiro, foi atribuído o valor de 53.431,21 € para contratação, fiscalização e execução da obra “Requalificação Parcial da Rua S. Judas Tadeu - Celeirós”.

À União de Freguesias de Celeirós, Aveleda e Vimieiro foi atribuído o valor de 1.111,33 € para execução da obra  “Pintura — Rua Penedo da Cruz — Aveleda”.

Em análise estiveram também aditamentos a contratos interadministrativos anteriormente aprovados: à União de Freguesias de Vilaça e Fradelos foi atribuído o valor de 48.426,91 € para execução da obra “Alargamento da Rua da Igreja — Fradelos”; à União de Freguesias de Santa Lucrécia de Algeriz e Navarra foi atribuído o valor de 2.767,50€ para execução da obra “Requalificação da Rua das Boucinhas”, à União de Freguesias de Lomar e Arcos foi atribuído o valor de 8.784,32€, para contratação, fiscalização e execução da obra “Passeios da Rua da Coutada, repavimentação da Rua da Varziela e Muro”; à União de Freguesias de Arentim e Cunha foi atribuído o valor de 2.776,91 € para contratação, fiscalização e execução da obra “Requalificação da Rua da Cainha — Arentim”; e à União de Freguesias de Ferreiros e Gondizalves foi atribuído o valor de no valor de 1.707,00 € para contratação e execução da obra “Requalificação e Alargamento da Rua Francisco Gomes Lopes”.

No que se refere aos apoios às freguesias, foram atribuídos os seguintes apoios:

Freguesia de Ruilhe, no valor de 2.300,00 €, destinado ao “Projeto Casa Mortuária e Arranjos Exteriores

Freguesia de Sobreposta, no valor de 6.285,29 €, destinado a “Regularizar Trabalhos na Rua do Regueiro”;

União das freguesias de Celeirós, Aveleda e Vimieiro, no valor de 2.915,00 €, destinado ao “Parque arbóreo no Parque Industrial de Celeirós”;

União das freguesias de Maximinos, Sé e Cividade, no valor de 3.993,19 €, destinado a apoiar as “despesas pontuais efectuadas com as eleições”;

União das freguesias de Lomar e Arcos, no valor de 3.072,30 €, para “Requalificação do Parque Infantil Polidesportivo da Ponte Pedrinha — Lomar (projeto)”;

União das freguesias de Merelim S. Paio, Panóias e Parada de Tibães, no valor de 1.523,22 €, destinado à realização de obras de Pavimentação da Rua de Acesso aos Balneários de Merelim S. Paio.

Concurso Fora da Caixa premeia jovens artistas Bracarenses

Durante a reunião foram ainda aprovadas as normas do concurso “Fora da Caixa - Banda Desenhada de Braga”. Este é um concurso de banda desenhada direccionado aos jovens entre os 15 e os 20 anos que residem ou estudam áreas artísticas nas escolas do concelho de Braga, cujo tema é a “Sustentabilidade”.

Reúne como principais objectivos a dinamização e potenciação da criação artística, o estimular da população juvenil à leitura e prática das artes visuais, e para além disso, através da utilização dos vouchers nominais, dinamizar o comércio local.

O concurso, pelo segundo ano consecutivo, premeia as três melhores bandas desenhadas com vouchers nominais a descontar em livrarias e papelarias locais integrantes no protocolo entre o Município de Braga e a Associação Empresarial de Braga.

Ao primeiro prémio será atribuído o valor de 300€, ao segundo prémio será atribuído o valor de 200€ e ao terceiro prémio será atribuído o valor de 100€.

As obras deverão ser enviadas até ao prazo máximo de 3 de Junho.