Parque das Taipas, local privilegiado que aspira a convertirse en parque de excelencia

Um parque muito aprazível situado na vila das Caldas das Taipas (muy cercana a Guimaraes y tampoco lejana de Braga), num local privilegiado, na margem direita do Rio Ave. Local com varios jardins, árvores frondosas, edifícios de apoio e de associações, bancos de jardim, mesas, pontos de água. Frequentado por público de todas as idades. Usado também como local de corrida para muitos desportistas. É um muito amplo local que proporciona habitat a algumas espécies de animais, a mais significativa são os patos mas aparecem incluso corvos marinhos, como se pode ver em uma foto abaixo. 

Lugar calmo e simpático junto ao rio. Ainda existem planos para ampliar e melhorar as suas dotações. Parque recentemente arranjado e com boas condições para um passeio com a familía. Os mais novos também podem ir, pois dispões de um parque infantil. Permite a passagem sobre o rio, em ponte pedonal, para a outra margem e para outro parque natural, maior ainda que o propiamente dito das Taipas e também com excelentes condições para um passeio. A fauna é riquissima neste parque, podendo-se observar diversas especies autoctonas da região.

Bonito e aprazível parque mesmo ao lado do rio e junto ao parque de campismo. A 5 minutos a pé do centro das Caldas das Taipas e do centro termal; muito verde, sossegado, muitas sombras e com um pequeno ringue desportivo com uma cobertura de madeira a fazer lembrar uma onda. Ali perto, a velhinha ponte romana. Presença do rio e da vegetação contribuem para um parque fresco em dias de Verão.
Acesso fácil e bom estacionamento.

Um parque ribeirinho quase de excelência para lazer ou piqueniques com a família ou amigos. Local calmo, muito rico no contacto com a natureza, o silêncio, chilrear dos pássaros ou passar das águas do rio Ave... são uma experiência muito interessante.

A reportagem gráfica é de ARAÚJO MACEIRA




























































Caldelas (Caldas das Taipas) é uma freguesia portuguesa do município de Guimarães, com 2,69 km² de área e 6308 habitantes (censo de 2021). A sua densidade populacional é de 2345,0 hab/km².

A povoação sede da freguesia foi elevada à categoria de vila pelo decreto n.º 30 518 de 19 de junho de 1940, sob o nome de Caldas das Taipas.

A sede da freguesia de Caldelas é conhecida por Caldas das Taipas, devido às termas reconhecidas desde a presença romana. Localiza-se na estrada que liga Guimarães a Braga (EN 101). Dista cerca de 7 km da primeira e 14 km da segunda.

Da época dos romanos, que utilizavam as águas com qualidades medicinais, ficaram alguns testemunhos, como a Ara de Trajano, com inscrições ao imperador. Foram encontrados diversos vestígios dessa época no local onde se instalou o primeiro balneário, que entretanto foi reconstruído para o que hoje é conhecido como Banhos Velhos.

A descoberta de novas nascente de água e a necessidade de construção de novas instalações para as termas, determinaram a localização do que ficou desde então conhecido como Banhos Novos. Depois de um período de interregno, as termas retomaram o seu funcionamento na década de 1980 e têm vindo a desenvolver melhorias técnicas, com objetivo de alargar os serviços.

Contudo, a vila teve um grande crescimento quer em termos de população residente, quer em termos de aglomerado urbano. Este crescimento explica-se, num primeiro momento pela instalação expressiva da indústria de cutelarias e num segundo momento, pelo facto da proximidade de duas importantes cidades – Braga e Guimarães e da melhoria das facilidades de acesso às cidades. O crescimento, não tendo sido controlado, levou a situações de ruptura e a ligação rodoviária a Guimarães é feita com alguma dificuldade, devido ao elevado tráfego que se regista ao longo daquela via. Indelevelmente, aquele crescimento teve impactes negativos na paisagem e as descrições daqueles autores seriam hoje bastantes diferentes.

Para além das termas, existe na localidade um grande parque urbano (antes referenciado), outro de campismo, um complexo de piscinas e um parque natural que margina o rio Ave, que em conjunto, vincam a forte vocação turística da vila, que é ainda potencial e expectante.

Datos : Wikipedia / Câmara Municipal de Guimaraes)