Matosinhos y Vilagarcía de Arousa reactivan su hermanamiento pensando en hacer en común cosas útiles



A presidente da CM de Matosinhos, Luísa Salgueiro, recebeu o seu homólogo de Vilagarcía de Arousa, Alberto Varela, e ao subdiretor do AECT da Eurorregião Galicia – Norte de Portugal, Xosé Lago, para reativar o acordo de geminação entre ambos municípios e definir um plano de desenvolvimento turístico a partir do projeto ‘O mar que nos une’. Aprovado recentemente pela Comissão Europeia, com apoio da AECT da Eurorregião Galicia – Norte de Portugal, no âmbito do programa “Cidadãos, Igualdade, Direitos e Valores".
Dois municípios relevantes da franja litoral da eurorregião Galicia - Norte de Portugal, Vilagarcía de Arousa e Matosinhos, geminados desde os anos 50 do século passado, vão colaborar intensamente e definir um plano de desenvolvimento turístico partilhado, após a aprovação de um novo projeto europeu, ‘Mar que nos une’, com o apoio do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial da Eurorregião Galicia - Norte de Portugal no âmbito da convocatória do programa CERV (Cidadãos, Igualdade, Direitos e Valores).

Por este motivo, a presidente da Câmara Municipal de Matosinhos e da Associação Nacional dos Municípios Portugueses (ANMP), Luísa Salgueiro, recebeu  ao seu homólogo de Vilagarcía de Arousa, Alberto Varela, e ao subdiretor e ao gerente do AECT Galicia – Norte de Portugal, Xosé Lago e Alfonso Rubio. Alberto Varela, que é também presidente da Federação Galega de Municípios e Províncias (FEGAMP) chegou a Matosinhos acompanhado por uma ampla delegação do concelho galego.

No encontro institucional e na posterior reunião técnica, entre as equipas dos concelhos de Matosinhos e Vilagarcía de Arousa e do AECT da Eurorregião Galicia – Norte de Portugal, foi definido um intenso programa de atividades a realizar durante 2022, em Matosinhos, com a participação ativa do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial Galicia – Norte de Portugal e do concelho galego.

O projeto ‘O Mar que nos Une’ foi recentemente aprovado pela Comissão Europeia, no âmbito do programa Cidadãos, Igualdade, Direitos e Valores, destinado a financiar a reaproximação de ambos os municípios através de um programa conjunto de atividades a realizar durante 2022, em Matosinhos, com a participação de várias instituições, associações e cidadãos de Matosinhos e de Vilagarcía de Arousa.

Dois municípios geminados desde 1959

Para os dois municípios da Eurorregião Galicia - Norte de Portugal, geminados desde 1959, esta é uma oportunidade única de se reaproximarem e colaborarem, graças ao novo projeto da Comissão Europeia, no âmbito da convocatória do programa CERV, que conta com o apoio e assessoramento do AECT da Eurorregião Galicia - Norte de Portugal.

O mar que nos une

A cidade galega de Vilagarcía de Arousa partilha relações históricas e culturais com Matosinhos, uma ligação que se concretizou em 1959 através do programa de geminação de cidades criado pelo Conselho dos Municípios e Regiões da Europa.

Ambos os concelhos têm um grande interesse em desenvolver iniciativas que visem o conhecimento mútuo dos seus habitantes, otimizando o potencial de cada uma das duas localidades, criando sinergias e favorecendo o encontro entre os agentes sociais e económicos envolvidos no desenvolvimento económico local e na promoção do turismo. O projeto ‘O Mar que nos une’ centra-se no mar como fonte de recursos naturais e económicos para as duas cidades geminadas, condicionando a sua cultura e tradição.

Com o apoio ativo do AECT Galicia - Norte de Portugal, foi encontrado o financiamento adequado e necessário para desenvolver um grande número de atividades culturais e socioeconómicas, o que reforçará e consolidará os laços de geminação entre Vilagarcía de Arousa e Matosinhos.

As principais atividades a desenvolver no próximo mês de setembro estarão centradas no mar, turismo e a sua relação com o Caminho de Santiago, gastronomia, colaboração empresarial, bem como várias atividades culturais.

Os dois municípios geminados, juntamente com o AECT da Euroregião Galicia - Norte de Portugal, dão um passo em frente numa relação cada vez mais cooperativa, dialogante, participativa e sem barreiras, trabalhando para um futuro comum.

"Os factos são sagrados, as opiniões são livres" - "Não há caminho para a verdade, a verdade é o caminho" (M. Gandhi)