Vivencias...) 30 años después aquella pegatina estaba allí...



Há dias, “voltei” à Escola… não propriamente como aluno ou como professor, mas como júri convidado de uma prova… Quase junto à sala que nos estava destinada, um autocolante com a bandeira da Comunidade Europeia (já explico porque não disse União…) estava solene e centralmente colado no vidro…
Olhei o autocolante e dei por mim a rir sozinho, enquanto os alunos que iriam ser avaliados olhavam para mim, seguramente pensando "que raio de cromo é este que me vem avaliar?!…”
Apontei para o autocolante e disse ecoante no tórrido corredor… “está ali há 30 anos!”. Foi pior! Acho que olharam para mim como se a qualquer momento estivesse para sofrer uma qualquer transmutação kafkiana…

De facto, está ali há 30 anos… Nesse ano, em 1992, fui eu um dos que colou aquele autocolante, para a “Semana da Europa” (ainda com doze países na CEE, que depois, com a mesma bandeira, se chamaria União, pouco tempo depois), na Escola Alves Redol, em Vila Franca de Xira. Foi um projecto avassalador, que motivou centenas de alunos (estivemos a preparar salas temáticas para cada um dos países da União, de noite e ao fim de semana… alunos, professor e auxiliares, numa fraternidade de trabalho, como vi poucas vezes na Vida e na Escola.
 
Nesse mesmo contexto, fixei há muito anos o momento cronológico em que considero que comecei, a sério, a estudar, desenhar, pintar e iluminar Heráldica (no âmbito desse projeto, desenhei Brasões para quase todos os contextos e salas…), motivo pelo qual (apesar dos brasões - e as linguagens simbólicas relacionadas - me terem interessado desde muito mais cedo), digo que este ano, 2022, completo 30 anos de heraldista.
De facto, foi ali e naquele contexto, que nasceu, com o peso que tem para a minha vida, de forma firmada, a entrada no Mundo da Heráldica.

Por isso, fiquei surpreso e, ao mesmo tempo contente, de ser saudado por aquele “sinal memorial”, ainda que contextualmente ignorado, pois, seguramente, poucos se lembrarão daquele projecto… Mas, lá está o autocolante da Bandeira da CEE (na sala que era mesmo a da Comunidade, já agora…), ainda de cores vibrantes a lembrar-me que a Escola pode ser um contexto de grande Humanismo, Fraternidade e Pedagógico Crescimento, e que, no meu caso, foi ali que eu “nasci” como Heraldista… “há 30 anos”!

DAVID FERNANDES
Técnico superior en Junta de Freguesia de Vila Franca de Xira


"Os factos são sagrados, as opiniões são livres" - "Não há caminho para a verdade, a verdade é o caminho" (M. Gandhi)